leigh bardugo

Resenha: Mulher-Maravilha - Sementes Da Guerra. - Leigh Bardugo

19.10.17


 Então, Leigh Bardugo escreveu um livro sobre a adolescência de Diana Prince, a.k.a Mulher-Maravilha. Se surtei quando descobri essa notícia? A resposta adequada seria dizer que sim, eu tive um ataque de fangirl com a novidade. Se me desapontei quando comecei a ler o livro? Novamente, a resposta adequada seria dizer que sim, a frustração foi grande.
 Mas, antes de entrarmos na questão da minha opinião, vamos ao breve resumo da obra. Em "Mulher-Maravilha - Sementes Da Guerra", somos apresentados a uma versão jovem de Diana. Aos 17 anos, nossa futura heroína encontrava-se em fase de treinamento na reclusa ilha das Amazonas. Por ter sido feita, literalmente, da lama e do sangue de Hipólita (sua mãe e Rainha), Diana sofria uma certo preconceito das outras garotas (porque, nem a Mulher-Maravilha está imune ao bullying #gentecomoagente).
 Eis que logo no início da narrativa, Diana e todas as outras Amazonas estavam participando de um torneio e ganhar seria muito importante para nossa heroína conquistar uma certa moral entre as outras mulheres. No entanto, no meio do caminho rumo à vitória, Diana depara-se com um acidente de barco e resolve abandonar a corrida para resgatar os sobreviventes dessa tragédia.
 Lá chegando, ela descobre que somente uma garota ainda estava com vida e resolve então trazê-la para a ilha das Amazonas. Acontece que, nenhum mortal é permitido dentro do universo dessas guerreiras. A punição para quem quebrasse essa regra era o exílio imediato. 
 Diana então, tenta solucionar o problema - conhecido também como Alia - o mais rápido possível. Principalmente ao descobrir que a presença da garota está envenenando a ilha, assim como o ambiente também está matando a moça. Com toda sua glória de heroína destemida, Diana enfrenta o Oráculo e descobre que é possível salvar tanto Alia, como a ilha das Amazonas, mas ela deve agir rápido se quiser conceber esse ato de grandeza.
 Juntas então, as meninas fogem da ilha e iniciam uma épica jornada juntas. Repleto de cenas de ação, aventura e muito girl power, Leigh Bardugo entrega basicamente tudo aquilo que foi prometido em sua sinopse. Então o que não funcionou para mim nessa obra?

julia quinn

Resenha: Simplesmente o Paraíso (Quarteto Smythe-Smith #1) - Julia Quinn

19.9.17


 "Simplesmente o Paraíso" é o primeiro de uma série de quatro livros, intitulados "Quarteto Smythe-Smith". Como o próprio nome indica, essa é uma saga focada em um grupo de garotas solteiras, que juntas formam uma desafinada e terrível banda musical dos anos 1800.
 E nessa obra inicial, iremos acompanhar a estória de Honoria, que após ver ser irmão ser praticamente expulso do país por ter cometido uma bobagem na mesa de jogos, ganha secretamente um novo protetor: o melhor amigo de infância da família, Marcus Holroyd.
 Marcus e Daniel (irmão de Honoria) se conhecem desde pequenos, e a presença do rapaz na casa dos Smythe-Smith era basicamente obrigatória. Fato que acabou transformando o moço em praticamente um membro da família.
 Portanto, quando o mocinho é acometido por uma grave doença, Honoria e sua mãe partem desesperadamente em seu encontro. E na angústia de curar o rapaz de sua terrível febre alta, sentimentos adormecidos acabam aflorando tanto em Honoria quanto em Marcus, já que é durante esse sombrio período,  que eles acabam descobrindo a verdadeira natureza de suas afeições.

abbi glines

Resenha: O Último Adeus (Rosemary Beach #12) - Abbi Glines

17.8.17


 Momento, vamos rir da infelicidade alheia: Esse mês eu pedi o novo livro da Lisa Kleypas (Uma Noite Inesquecível) para resenhar, porém o destino me enviou o lançamento da Abbi Glines. 
 Erros acontecem e como eu sou introvertida até mesmo no universo virtual (aquelas que não gostam nem de mandar e-mail), acabei por aceitar que leria meu primeiro livro de Glines (é o famoso, "aceita que dói menos").
 "O Último Adeus" é 12º livro da saga "Rosemary Beach" (haja imaginação) e ele irá contar a estória de River Kipling, atualmente conhecido como Capitão. O mocinho de nosso livro está montando um restaurante de luxo na famosa Rosemary Beach e antes da inauguração do recinto, ele contrata algumas pessoas para tomarem conta do local, entre elas, encontra-se Rose Henderson.
 Rose é uma mãe solteira, que trabalha duro desde os 18 anos para sustentar sua filha. Porém, sua contratação no restaurante de River não foi algo impensado.
 Tanto River quanto Rose carregam segredos obscuros de seus passados e ambos fazem o possível para viver com essas inúmeras memórias que os assombram constantemente. No entanto, como todo bom romance, juntos eles irão desvendar seus mistérios e vivenciar uma tórrida paixão que os curará de suas feridas emocionais.
  Basicamente assim, resume-se o enredo desse livro. E eu após uns quinze dias de leitura, concluo que as obras de Abbi Glines não são para mim. Então, se você é fã da autora, como milhares de pessoas são, por favor retire-se dessa resenha e não me odeie por odiar Glines, juro que sou legal.

diana gabaldon

Resenha: O Resgate No Mar | Parte 1 e 2 (Outlander #3) - Diana Gabaldon

1.8.17


 Ler o terceiro volume da série Outlander é basicamente experimentar a mesma sensação que Claire deve ter sentido ao atravessar o círculo de pedras em Craigh na Dun: perder-se inteira e completamente em um universo extremamente diferente de sua realidade.
 "O Resgate No Mar", ou "Voyager" título original do romance, iguala-se com esmero as obras antecessoras de Diana Gabaldon. Nessa nova e empolgante aventura, Claire e Jamie deparam-se com situações aterrorizantes de serem enfrentadas, principalmente agora que ambos devem encarar a estranha realidade de viverem separados um do outro.
 Afinal, após a guerra em Culloden, Claire viajou novamente para seu tempo, acreditando cegamente no fatídico destino que aguardava Jamie nessa brutal batalha que dizimou todos os clãs e cultura das Terras Altas. Sem olhar para o passado, Claire viveu 20 anos em seu tempo, criou sua filha Brianna e permaneceu casada com Frank durante todo esse período.
 E é apenas após o falecimento de seu atual esposo que Claire finalmente retorna à Escócia para pesquisar sobre qual foi o verdadeiro destino de Jamie Fraser. E felizmente, para sua surpresa, nossa atual médica descobre que seu segundo marido não morreu na guerra como ela imaginara.
 Inicia-se então todo um trabalho de pesquisa entre Claire, sua filha Brianna e o historiador Roger para descobrir o verdadeiro paradeiro de Jamie. Uma vez encontrada e comprovada sua existência, Claire depara-se novamente com uma decisão que mudará toda sua vida: atravessar novamente o círculo de pedras e reencontrar-se com seu grande amor ou continuar nos anos 60 e permanecer ao lado de sua filha Brianna?
 Infelizmente, todo meu carinho por essa obra não permite que essa resenha seja livre de spoilers, portanto só prossiga na leitura desse texto caso você tenha lido "O Resgate No Mar - Parte 1 e 2".

as modistas

Resenha: Volúpia de Veludo (As Modistas #3) - Loretta Chase

14.7.17


 Antes de você prosseguir na leitura dessa resenha, já fica aqui o aviso de que essa será uma resenha negativa. Portanto, se você gostou desse livro poupe-se da negatividade e procure o texto positivo mais próximo de você.
 "Volúpia de Veludo" é o terceiro livro da série "As Modistas" de Loretta Chase. E não; eu não li os livros antecessores dessa saga, porém em nenhum momento isso afetou meu entendimento da obra (fica aqui a dica, caso você também queira seguir meu mau exemplo).
 Eis que esse livro irá abordar a estória de Leonie Noirot, a última irmã do trio que ainda permanecia solteira. Basicamente comandando sua loja de corte e costura sozinha (já que suas irmãs estavam curtindo a vida matrimonial), Leonie não tinha tempo para romance no seu dia-a-dia.
 Todavia, isso estava prestes a mudar quando Simon Fairfax (também conhecido como o marquês de Lisburne) aparece em uma exposição de arte e acaba salvando Leonie de tropeçar e estabacar-se toda no chão.
 Primo do que parecia ser metade da população londrina (todo mundo tinha um vínculo familiar com esse mocinho), Simon apresenta Leonie à lady Gladys, sua prima cujo senso de moda e personalidade não eram exatamente agradáveis.
 Então, Leonie decide transformar a pobre moça na beldade da temporada e para deixar tudo ainda mais interessante, Leonie e Simon decidem fazer uma aposta sobre esse fato. Se a Srta. Noirot não conseguir fazer Gladys arrumar inúmeros pretendentes até o final da temporada ela deve passar duas semanas de ~pura sedução~ com Lisburne. Agora, caso ela alcance seu sucesso, Simon deverá entregar à moça um quadro de Botticelli que ela viu na exposição em que eles se conheceram.
 E assim basicamente resume-se esse tedioso e arrastado livro. Nos parágrafos abaixo, realizarei algumas críticas e comentarei alguns problemas que tive com essa leitura. Portanto, revelações sobre o enredo ocorrerão a partir de agora (ainda que nada dito aqui irá estragar sua leitura, afinal todos nós sabemos qual é desfecho das obras desse gênero).

eliza and her monsters

Resenha: Eliza And Her Monsters - Francesca Zappia

1.7.17


 "Eliza and Her Monsters" é o segundo livro da aclamada escritora Francesca Zappia e conta a estória de Eliza Mirk, uma adolescente extremamente introvertida na vida real. Porém, no universo online a garota é conhecida como a famosa LadyConstellation, autora de Monstrous Sea, uma das maiores webcomics já produzidas. 
 Com milhares de fãs no mundo online, Eliza só conseguiu levar a criação de Monstrous Sea adiante devido a sua anonimidade. Ninguém, exceto sua família e seus dois melhores amigos online, sabia que LadyConstellation era apenas uma jovem de 18 anos com inúmeros problemas sociais (sem falar na extrema ansiedade que dominava a vida da garota).
 Vivendo dentro de seu próprio universo, Eliza conseguiu transformar até mesmo seu hobbie em uma fonte de trabalho, já que seus ávidos fãs compravam todo tipo de material relacionado a sua HQ. Então, até dinheiro para a faculdade a garota possuía, restava agora sobreviver aos últimos meses do colegial (uma tarefa basicamente impossível para todos).
 Eis que o plano de Eliza de permanecer invisível e misturar-se com a paisagem do colégio desaparece vagarosamente com a chegada de Wallace em sua escola. Fã número um do quadrinho Monstrous Sea, Wallace e Eliza iniciam uma tímida amizade que logo evoluí para um romance (extremamente fofinho).
 Lentamente, Eliza começa a aproveitar mais a vida offline, porém seu grande avanço é rapidamente destruído quando a identidade de LadyConstellation é relevada para todo mundo e a garota vê sua sanidade e toda sua vida ir literalmente por água abaixo. 

onze leis a cumprir na hora de seduzir

Resenha: Onze Leis A Cumprir Na Hora De Seduzir (Os Números do Amor #3) - Sarah MacLean

12.6.17


 "Onze Leis A Cumprir Na Hora de Seduzir" é o terceiro e último volume da trilogia "Os Números do Amor" de Sarah MacLean. E finalmente, após lermos (e nos apaixonarmos) sobre os gêmeos Gabriel e Nick, chegou a vez da nossa querida Juliana protagonizar a sua própria estória de amor. 
 Conhecida por sua ousadia e nacionalidade italiana, Juliana Fiori é basicamente um escândalo ambulante. Seu espirito livre e sua falta de familiaridade com as rigorosas regras da aristocracia britânica, fazem com que a garota cometa gafes em quase todos os eventos sociais aos quais comparecia.
 Desde atrair pretendentes abusados à derrubar arranjos de frutas em cima de sua própria cabeça (acidentes obviamente não intencionais), Juliana ainda tentava comportar-se da melhor maneira possível para agradar a sociedade, assim como sua nova família, uma vez que o abandono de sua mãe levou a garota a viver com seus desconhecidos irmãos (pelo menos a negligência da mãe trouxe um ponto positivo na vida da moça, visto que Gabriel e Nick realmente criaram um laço especial com a irmã caçula).
 Porém, todo seu autocontrole desaparece quando Simon Pearson, o famoso "Duque do Desdém" aparece na vida da Srta. Fiori. O magnifico duque de Leighton, com seus cachos dourados e grande porte físico, era a personificação do decoro e da impecável reputação inglesa. 
 O maior pesadelo desse mocinho era envolver-se em algum tipo de escândalo que pudesse manchar o nome de sua família. Portanto, ao ver-se envolvido em um desafio indecoroso com Juliana, nosso duque deve fazer o inimaginável para defender sua imagem e manter seu prestígio intacto.

a court of mist and fury

Resenha: A Court Of Wings And Ruins | Corte De Asas E Ruína (A Court Of Thorns And Roses #3) - Sarah J. Maas

2.6.17


 "A Court Of Wings And Ruins" deveria ser renomeado para "A Court Of Ruining My Life", porque eu estou literalmente destruída com o final dessa trilogia (alguém, por favor, chama o Cassian para ele pegar meu corpo estirado lá no chão, porque só um guerreiro Illyrian conseguirá me salvar).
 Em seu terceiro e último livro sobre Feyre Archeron, o leitor irá acompanhar a batalha final entre os seres feéricos versus o famoso Rei de Hybern. Repleto de guerras, alianças inesperadas e muito romance; Sarah J. Maas criou o desfecho perfeito para essa primeira etapa de sua saga (afinal, para nossa alegria, outros livros ambientados nesse universo maravilhoso serão publicados nos próximos anos \o/).
 Agora, é impossível comentar sobre esse livro sem deixar escapar spoilers. Portanto, só prossiga na leitura dessa resenha caso você já tenha terminado de ler ACOWAR (ACOWAR = A Court Of Wings And Ruins). Desde já peço desculpas pelos inúmeros surtos psicóticos e as malucas teorias da conspiração que aparecerão nos próximos parágrafos, afinal enlouquecer de vez em quando com a vida de personagens fictícios faz parte da rotina de qualquer leitor.