terça-feira, 30 de junho de 2015

Resenha: O Duque e Eu (Os Bridgerton #1) - Julia Quinn


 "O Duque e Eu" é o primeiro livro da série "Os Bridgertons" da autora Julia Quinn. Essa série é composta por 8 livros e cada narrativa irá contar como todos os filhos de Violet Bridgerton encontraram seus respectivos amores.
 O primeiro livro, relata a história de Daphne a primeira filha de Violet que alcançou a idade de encontrar um marido e se casar. Daphne é a típica mocinha cujos cabelos e olhos castanhos não despertam a atenção de nenhum cavalheiro com menos de 60 anos. Com sua personalidade simpática e amigável, Daphne acaba se tornando uma amiga para todos os possíveis pretendentes que acabam buscando outras mulheres para cortejarem. Vindo de uma família grande, a mocinha sonhava em se casar com alguém que amasse e formar um lar repleto de filhos.
 Diferente de Simon Basset. O protagonista da história é conhecido como um libertino de poucas palavras que tinha abandonado Londres devido as constantes desavenças com seu pai. Após a morte do terrível duque, Simon abandona a vida de aventureiro e retorna à Inglaterra para assumir o título de novo duque de Hastings. E é assim que o destino dos dois protagonistas se cruzam.

"Por um instante Daphne se esqueceu de respirar. Justo quando havia concluído que seu suposto salvador era irremediavelmente arrogante, ele tinha que lhe sorrir daquela maneira... Era um daqueles sorrisos de menino, do tipo que derrete corações femininos num raio equivalente de 15 quilômetros"

sábado, 27 de junho de 2015

Resenha: O Príncipe dos Canalhas - Loretta Chase


 O Príncipe dos Canalhas de Loretta Chase conta a história do marquês Dain (conhecido também como Sebastian ou lorde Belzebu) e Jessica Trent. A trama inicia-se quando Jessica é chamada para salvar seu irmão Bertie das "garras" de Dain que envolveu o inocente e inexperiente moço em apostas e prostitutas. Com a intenção de colocar juízo na cabeça do irmão, Jessica o acompanha até a loja de "quinquilharias" da qual Sebastian é o dono e é nesse primeiro encontro que os problemas aparecem.  Jessica é considerada uma verdadeira "solteirona", pois está próxima dos trinta anos de idade e nunca se casou. Seu desejo é abrir uma loja de antiguidades para poder se sustentar e viver independente. Enquanto Dain também não demonstra nenhum interesse no casamento, o marquês é fã declarado dos jogos de aposta e das cortesãs da época. Nutre certa aversão pelas damas da sociedade e pode ser facilmente encontrado em ambientes impróprios para qualquer mocinha recatada. Seu apelido de lorde Belzebu, faz uma analogia ao seu comportamento e aparência. 
 Logo no início nota-se a recriação da história "A Bela e a Fera". O mocinho feio e com temperamento complicado encontra a beldade da cidade, uma dama pura e educada segundo os padrões da sociedade. Como fã dos contos de fadas e filmes da Disney, O Príncipe dos Canalhas aparentava ser o melhor romances histórico do ano, porém devo admitir que ele foi decepcionante.
 Até as 100 primeiras páginas estava adorando a escrita de Loretta Chase. Os diálogos bem elaborados e a perfeita construção dos personagens (especialmente Dain, cuja autora realmente se aprofunda em suas características e problemas pessoais) me deixaram inicialmente empolgada e ansiosa para ler o desenrolar do romance, porém foi justamente no romance que a autora conseguiu me decepcionar.